terça-feira, 21 de novembro de 2017

É, NATAL

Estamos em novembro, muito perto do dia de natal, um dia onde famílias esquecem suas diferenças e se reúnem para um grande jantar anual, fazem caridades e presenteiam uns aos outros. Sem falar nas decorações e as luzes, quão lindo é passar nas ruas a noite e ver as casas enfeitadas com luzes de diferentes formas e cores.

A parte de reunir a família, esquecer as diferenças, perdoar uns aos outros é muito importante e é a principal motivação em qualquer festa. Mas a festa do natal, não tem parte com o Ungido de Israel, Jesus, e não deveria ser um feriado cristão.

Como assim?

Sim, essa comemoração é um festival aos deuses norte europeus e chama-se Yule, onde pinheiros são enfeitados para celebrar o nascimento do deus que morreu no festival anterior Shamhain (no qual deu origem ao Halloween, e também o dia de finados católico).

Esse dia é um dia muito importante para aqueles que creem nesses deuses, porque é nesse momento que a virilidade desse novo deus é clamada, pois ele será o responsável por engravidar sua mãe, para que a roda do ano continue girando. (Por isso é utilizado o pinheiro como símbolo, ele é ereto como o órgão sexual masculino quando está em sua virilidade).

Meus amados, como já foi dito, é muito bonito a reunião em família, os perdões e os enfeites, porém, nós que carregamos o nome do Deus de Israel na testa, não devemos incluir em nossas práticas a comemoração dessa festa, pois o senhor disse: "Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações."(Dt 18:9).

Lembrem-se que o sangue do nosso Messias Yeshua (Jesus) foi derramado para nos aproximar da comunidade de Israel e da Torá (Instruções de Adonai), assim como Paulo escreveu em uma de suas cartas:

"Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto."
(Ef 2:11-13)

Portanto, se fomos aproximados da comunidade de Israel, temos que viver de acordo com os parâmetros (Torá), que Deus confiou à nação primogênita, Israel.

Que o Senhor Deus, através de Yeshua HaMashiach, resplandeça a tua face sobre todos nós.

Fiquem na paz de Yeshua.